Acumulação de milhas por empresas é possível? Sim…

A acumulação de milhas por empresas é possível sim! E é extremamente rentável pelo simples motivo que o volume de compras que uma empresa movimenta é muito maior do que o volume movimentado por uma pessoa física. Apesar dos programas de fidelidade das companhias aéreas realizarem cadastro somente para pessoa física, as empresas conseguem acumular milhas através de outros programas e transferir os pontos adquiridos para quem quiser, inclusive seus sócios, diretores e bons funcionários.

Os programas de milhagem e fidelização das companhias aéreas não é algo novo no Brasil e sempre despertou algo fascinante em seus usuários, já que viajar é maravilhoso e se for de avião, melhor ainda! No início, as companhias aéreas bonificavam seus passageiros fiéis, com uma passagem a cada 10 voos. Eram programas bem interessantes, apesar de que nessa época as passagens não eram tão baratas, mas podia fazer 10 voos em trechos baratos e ganhar uma passagem para qualquer trecho e valor para voar pelo Brasil.

Estes programas foram evoluindo, alterando o antigo sistema para as atuais milhas que conhecemos hoje. Nessa evolução, os bancos viram nesses programas a possibilidade de bonificar seus clientes fiéis com viagens, bônus, estes que são extremamente valorizados, além de gerar uma recordação memorável aos seus clientes. Essa evolução tinha também um objetivo, tornar-se forte e gerar movimento financeiro a um meio de pagamento que ainda na década de 90 não era tão difundido e massificado: os cartões de crédito! A inserção do “dinheiro de plástico” ainda era cara para os comerciantes, pouco acessível para a grande maioria da população e eram utilizados pelas famílias somente para compras de produtos de alto valor. Nesta época, acreditem, era comum um comerciante se negar faturar uma compra com valor baixo no cartão de crédito.

Bem! O mundo evoluiu, o Brasil evolui, as formas de pagamento dos cidadãos brasileiros evoluíram e a forma de compra, principalmente as digitais, hiper evoluíram. Mas, somente o sistema de pagamento das empresas brasileiras que não evoluíram!!! 

Ainda hoje, no século XXI é comum empresas pagarem todas as suas despesas com cheque ao portador, com cópia carbonada, além de duas ou mais assinaturas. Ou através de faturamento por boletos, que também é outro sistema bem antigo. E o que estes sistemas trazem de vantagem para as empresas: NADA ALÉM DE ALIMENTAR A BUROCRACIA E CONTROLE!

Não que não seja importante para as empresas o controle e a burocracia, principalmente quando o assunto é dinheiro. Mas as empresas precisam evoluir e experimentar outros sistemas de pagamento mais vantajosos para ela e o uso do cartão de crédito, quando bem utilizado, traz maravilhas para empresa. Cito abaixo, algumas vantagens fantásticas:

  • Melhora o fluxo de caixa, com a possibilidade de pagar despesas com 40 dias de prazo.
  • Possibilidade de compras mais rápidas pela internet, ganhando cerca de 3 dias em relação ao faturamento na boleta.
  • Parcelamento facilitado, sem a necessidade de análise de crédito do fornecedor, pois esse já foi aprovado previamente pelo banco emissor do cartão de crédito.
  • Redução na quantidade de conciliação bancárias, pois todos os pagamentos serão concentrados em um único débito em conta corrente empresarial.
  • Seguros, serviços de assistência e benefícios muito superiores aos dos cartões destinados às pessoas físicas.
  • E o mais importante, a possibilidade da bonificação por pontos/milhas com estes gastos!!!

Atualmente, os cartões mais conhecidos e utilizados pelas empresas são o American Express Corporte e American Express Business, eles pontuam entre 1 a 1,5 ponto por U$1 gasto ou equivalente em real e são comercializados pelo Banco Bradesco, mas também há outros cartões comercializados pelos demais bancos. Pode parecer pouco, mas levando em consideração o volume financeiro que uma empresa pode gerar, a vantagem é “tranquila e favorável” para acumulação de milhas por empresas.

Existem duas forma de emissão destes cartões, uma com somente o nome da empresa, que é mais comum para uso em compras pela internet, e outro com o nome da empresa e do portador impresso no cartão, esse mais utilizado em compras físicas, pelo fato do usuário já ter o nome impresso no corpo do cartão e não precisar levar uma procuração ou contrato social em todas as compras. Cada uma tem suas vantagens e controles, mas uma diferença significativa a ser observada é que o primeiro, emitido somente em nome da empresa, possibilita a geração de pontos no CNPJ da empresa, que pode ser transferido para programas de milhagem de qualquer CPF. O que não ocorre na segunda opção, pois a transferência da pontuação somente pode ser efetuada no CPF do portador.

Além dos programas de fidelidade dos cartões de crédito corporativos, só o programa de fidelidade Dotz possibilita o cadastro de empresas, pessoas jurídicas. A lógica é a mesma que trabalhamos na publicação: “Outros programas de fidelidade que geram milhas” e  “Como duplicar ou triplicar sua acumulação, descubra como ganhar mais milhas“, onde o uso concomitante do cartão de crédito empresarial em um estabelecimento que pontua em Dotz, pode duplicar a acumulação de milhas por empresa.

Para finalizar, um processo um pouco mais trabalhoso, mas também vantajoso é instruir o setor de suprimentos ou o responsável pelas compras das empresas, que antes de qualquer compra a ser realizada através da internet, este profissional confira os parceiros das companhias aéreas e verifique se há nestes parceiros estabelecimentos com o menor preço, possibilitando a conversão do valor gasto em milhas. Caso positivo, como os programas de milhagem somente possibilitam o cadastro de pessoa física, na conclusão da compra deve-se escolher o número do programa de um dos sócios e digitá-lo. E acreditem… é possível acumular até 10 vezes mais milhas do que pelo cartão de crédito utilizado as promoções dos parceiros das companhias aéreas.

A acumulação de milhas por empresas é possível através de regras para um uso controlado do cartão e com um procedimento escrito em conjunto com a contabilidade, poderão concentrar todas ou as principais compras em um cartão de crédito possibilitando um acúmulo extraordinário de milhas. E isso não é impossível, pois compras efetuadas pela internet, combustível, gêneros alimentícios e produtos de compra imediata não programadas podem ser concentrados nessa forma de pagamento, gerando facilmente milhas em um volume astronômico.

Se você possui uma empresa, experimente, pois a acumulação de milhas por empresas é possível! Caso trabalhe em uma que não tem essa política, divulgue esta publicação!

Consulte também as matérias relacionadas ao Guia definitivo de como acumular milhas

 

Você também vai gostar:

Curti
Curti Amei Haha Wow Triste Nervoso